O CRESCIMENTO DA INDIVIDUALIZAÇÃO DE ÁGUA

Publicado por Emilio Martins em

INDIVIDUALIZAÇÃO DE ÁGUACom a implantação da individualização de água pela SABESP, com o lançamento do PROACQUA em abril de 2007 tornando oficial a medição individualizada pelo órgão oficial do governo, com capacidade legal para corte e religação de água em unidades residenciais e comerciais em condomínios verticais e horizontais.

A individualização de água se torna obrigatória na cidade de São Paulo para novos condomínios em 2006, mas não especifica regras do modo como deve ser entregue o empreendimento preparado para individualização, que muitos casos não oferecem condições para individualização pelo PROACQUA, que ocorre que muitos empreendimentos executam a individualizados por empresa não certificadas pelo PROACQUA.Na individualização de água pelo PROACQUA, se tem como normas a NTS 277-279/98, além da NBR 5626/98 como normas básicas a serem seguidas e com execução de projeto de profissional certificado pelo PROACQUA, com materiais a serem utilizados aprovados pelo PBQP-H, tornando uma mudança do projeto de instalação hidráulica do empreendimento com responsabilidade técnica de profissional certificado com emissão de ART.

No site www.proacqua.org.br se encontra toda a relação de profissionais certificados, materiais homologados e profissionais certificados.

De acordo com fonte abaixo descrita temos que:

 “A Companhia de Saneamento Básico do Estado de São Paulo (Sabesp) registrou aumento de 40% na procurar por medição individualizada no consumo de água em prédios da Região Metropolitana de São Paulo no primeiro semestre deste ano, na comparação com o mesmo período do ano passado. Em 2015, 678 condomínios de cidades atendidas pela companhia na Grande São Paulo fizeram a alteração, segundo a Sabesp.

Na tendência da justiça social com a sustentabilidade com o aumento de procura pela individualização de água temos pesquisas que confirmam que temos uma economia em torno de 40% do consumo de antes da individualização, tornando a inadimplência dos condomínios menor, transferindo o ônus da conta de água para os proprietários das unidades residências ou comerciais. O valor a ser rateado no condomínio após a individualização será do consumo de água na área comum (ex. zelador, são de festas, piscinas, funcionários, etc.).

Com a preparação da individualização de água o investimento pode ser amortizado em meses, claro dependendo nas necessidades de cada condomínio e suas necessidades. 

Fonte:

1)     http://www.saneamentobasico.com.br/portal/index.php/concessoes/busca-por-medicao-individualizada-de-agua-em-sp-cresce-40-diz-sabesp/, 17/03/2016 às 9:24 hs.

2)     http://www.proacqua.org.br/proacqua_adm/detalhe_f.asp?sec=1, 17/03/2016 às 9:30 hs.

Faça seu comentário e opinião no Blog: www.agua4u.marsaneng.com.br

 

 

Categorias: Noticias

0 comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.